Você sabe o que é “Touchless” e “Contactless”?

Você conhece quais as tendências para o varejo? Quando pensamos nas padarias, confeitarias e supermercados, como agregar valor, produtos e ou/ serviços, a partir dessas novas referências?


A pandemia mundial aumentou a velocidade das mudanças e gerou novas percepções e hábitos de consumo. Desde o surgimento da internet presenciamos e sentimos os desdobramentos da transformação tecnológica e digital.


Impossível não trombar com palavras de origem estrangeira no âmbito de negócios. Ainda mais com tanta tecnologia à nossa volta.


Quem nunca ficou com cara de interrogação numa conversa ao ouvir pela primeira vez "networking”, “benchmarking”, “brainstorm”? E outras já totalmente incorporadas às nossas rotinas como home office, delivery ou design.


Quando o assunto envolve tecnologia, principalmente, os estrangeirismos são muito comuns.


Muitas das novidades que chegam ao País vêm de fora. Com isso, já chegam por aqui batizadas. Por ainda não haver uma palavra na nossa língua equivalente, acabamos nos apropriando do conceito e, também, do nome com que tomamos conhecimento daquela inovação.


É o caso de “Touchless” e “Contactless”, termos que ganharam relevância com a chegada da avassaladora pandemia que estamos enfrentando.


Apesar dos nomes aparentemente complicados não há nada com que se apavorar. Se fosse traduzirmos ao “pé-da-letra”, ambas teriam sentidos como “menos toque” e “menos contato”, respectivamente.


Sinônimas, porém usadas com sentidos diferentes.


A primeira corresponde, por exemplo, ao toque em produtos e alimentos embalados.


Qual empresário não presenciou o cliente apertando, frutas e pães, para sentirem a maciez e frescor. Todo panificador passa por isso em seus estabelecimentos: o cliente está habituado a tocar os produtos. Esse manuseio, frequentemente, aumenta perdas, contaminação e consequentes prejuízos.


O segundo neologismo vem sendo empregado em meios de pagamento, principalmente, com oferta de novos produtos tecnológicos como cartões que debitam por aproximação (sem necessidade de digitar senhas), envio de link de pagamento via aplicativo de mensagem, fazendo

desnecessário o envio das máquinas para cobrança junto com o entregador, dando maior segurança à transação e reduzindo a necessidade de colecionar POs (“point of sale” ou as conhecidas maquininhas de cartão). Isso sem falar na utilização e visualização de cardápios via leitura de QR code, entre outras inúmeras ferramentas e aplicações.


“A chamada para reflexão nesse momento precisará, à medida do possível, ser introduzida aos negócios. Vejo esses movimentos criarem grandes oportunidades para o setor da panificação e confeitaria. Quem aproveitar essa forte tendência poderá se diferenciar num mercado tão competitivo. Já estamos nos movendo rapidamente neste sentido em virtude do atual momento, que exigiu que nos adaptássemos, reduzindo drasticamente o toque durante a jornada do cliente em nossas padarias, confeitarias e supermercados”, ressalta Simone Collet, consultora de negócios e nutricionista.


O consumidor que se aventurou fora de casa nestes últimos 60 dias se deparou com um varejo diferente. Além das ações de boas práticas de manipulação anteriormente adotadas pelas lojas, outras, precisaram ser implantadas a partir da pandemia.


Uso de máscaras obrigatórias, disponibilização de álcool gel, higienização constante de cestos e carrinhos de compra, redução de produtos em exposição, suspensão do uso de pegadores e até distribuição de luvas descartáveis foram algumas das medidas adotadas como forma de prevenir a contaminação. Além de cartazes informativos com as orientações obrigatórias de entidades ligadas à saúde.


A ordem é atentar para esta nova realidade e se preparar melhor possível para seguir competitivo no mercado.



Faça a si mesmo os seguintes questionamentos:


- Como o seu ponto-de-venda está se adaptando a estas transformações?


- Estamos nos preparando para, não apenas, nos adequar às normativas de órgãos de Vigilância Sanitária, mas também a este consumidor que chega diferente aos estabelecimentos após as intercorrências e traumas desencadeados e pela pandemia do Covid-19?


- Que mudanças já estamos percebendo na relação do consumidor com os produtos?


- A forma como venho prestando serviços de “delivery” e/ ou “take away” é adequada e sustentável do ponto de vista de negócios? Posso realizar melhorias?


- Estou utilizando de maneira eficiente as tecnologias para meios de pagamento disponíveis atualmente?


Você pode achar que são muitas perguntas, mas elas criam novas reflexões e chamam a atenção ao que realmente vai impactar os resultados do seu negócio.


A sobrevivência da sua empresa depende dessas perguntas e das transformações criadas a partir desse momento.


O mercado já mudou!


A transformação bate à sua porta e você precisará se adaptar às novas realidades de oferta e venda de produtos, sem esquecer da sua equipe e de se relacionar com seu cliente.


#padaria #confeitaria #supermercado #varejo #varejointeligente #padarialucrativa #transformacaodigital #tecnologia #inovacao #tendencia #touchless #contactless

Queremos ouvir você e tornar sua experiência no Portal ainda melhor. 

Fale conosco!

+55 (31)97599-0875

  • White Facebook Icon
  • Instagram
Padaria Lucrativa PNG_edited_edited.png

2020 - Todos os direitos reservados